15/12/2017

[Resenha] Um Beijo à Meia-noite – Eloisa James

Oiiii Pessoas lindas do meu coração!

Já no clima do Natal 🎄, a resenha de hoje vai falar sobre mais do que um livro, um presente que é essa história na vida de um leitor. 💙 Estou absolutamente apaixonada por Um Beijo à Meia-noite, tanto que vou fazer campanha pra que todas vocês, minhas lindas, leiam ele.

Eita, já entreguei o ouro sobre minha opinião logo no primeiro parágrafo, né? 🤦‍♀️ #blogueiraAfobada Mas não consigo nem pensar em escrever sobre essa lindeza sem ter o coração inundado de amor. Então, vamos nos apaixonar por esse presente juntas?

Sigam-me as que acreditam em fadas madrinhas, príncipes (não tão) encantados, ratos que são cães, sapatinhos de cristal e beijos à meia-noite!

Um beijo à meia-noite Eloisa James

Amor a primeira lida!

Descrição
Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante.

A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo.

No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo. Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.

Minhas lindas, Um Beijo à Meia-noite é o livro dois da série Contos de Fada, mas não se preocupem com isso, já que aqui as histórias são totalmente independentes uma das outras. Podem cair dentro desse aqui sem ter lido o primeiro, Quando a Bela Domou a Fera.

Um beijo à meia-noite Eloisa James

Meus amores. Amo os dois!

MAS eu aconselho fortemente vocês a lerem o primeiro livro também só porque ele é lindo de morrer! Tem resenha sobre ele AQUI. O que une esses livros em uma série é que todos são inspirados nos contos de fadas (dãaaaa). Obviamente esse é inspirado na Cinderela, que é minha segunda princesa favorita da vida.

Falando rapidamente sobre a história, vamos conhecer a determinada e trabalhadora Kate. Como toda (ou como a maioria…) mocinha de contos de fada, ela tem uma madrasta que gasta todo o dinheiro da família como bem quer e obriga Kate não a fazer o afazeres domésticos, mas a cuidar da propriedade, dos inquilinos da propriedade e dos criados.

E toda energia selvagem e irrefreável que Kate sentia nele fluiu para seu beijo, como um pedido que ela não conseguia recusar.

Na verdade, obriga é uma palavra muito forte, já que Kate tomou as tarefas para si pois não queria que os funcionários ou os pobres inquilinos da propriedade sofressem nas mãos de Mariana (madrasta), que só pensa em encher a filha Victória de vestidos. Ah, sim, Victória é a meia-irmã de Kate, mas não é má. Na verdade, ela é até bem amável e mais uma vítima de Mariana.

Um beijo à meia-noite Eloisa James

Bem, Victória está noiva, mas para se casar ela precisa da aprovação do tio do noivo, o príncipe Gabriel (me apaixonei por ele de cara só pelo nome… #priguetchiLiterária). Até aí tudo bem, Victória deve ir ao baile de noivado do príncipe, que vai se casar como uma princesa russa. Infelizmente, Victória está com uma ferida na boca e para não comparecer na corte do príncipe em tal estado, Mariana obriga Kate a ir no lugar da filha e se passar por ela.

Ele queria… Era ridículo… Mas ele queria ser descaradamente possessivo, arrancá-la da carruagem e carregá-la até o portão. Desejava estender uma manta no chão e erguer as saias dela ali mesmo ai ar livre, onde qualquer um poderia vê-los.

Sem ter muita escolha, Kate aceita a farsa, e é aí que vamos conhecer meu amor o príncipe Gabriel. Pessoas lindas, obvio que a blogueira aqui leu todas as passagens de Gabriel com coraçõezinhos apaixonados nos olhos. 😍 Já caí de amores por ele logo nos primeiros parágrafos #blogueiraFacinha, mas foi impossível resistir. Gabriel é inteligente, sincero e possui um humor negro maravilhoso.

– Nós nos beijamos como se o maldito quarto estivesse em chamas. Nós nos beijamos como se o ato de fazer amor não existisse e os beijos fossem tudo o que nos resta.

Resumindo, ele é o mocinho perfeito. Menos para Kate, que decide não ceder ao ímpeto de se derreter por ele como todas as outras moças do palácio, até porque é inutil. Como disse lá em cima, Gabriel está prometido para a princesa Tatiana, o compromisso foi feito pelo imão mais velho de Gabriel, pois ele precisa se casar com uma moça rica para sustentar o castelo.

– Se eu não fosse um príncipe, você me aceitaria? Em outras palavras, se você tivesse milhares de libras, Kate, se fosse a dona do seu patrimônio, você me compraria?

E é justamente por isso que as cenas entre Kate e Gabriel são tão intensas e maravilhosas! De um lado está Gabriel lutando contra o impulso de se apaixonar por ela (e falhando miseravelmente) e do outro, Kate tentando lembrar que ele é um príncipe, destinado a se casar com uma princesa, e ela é apenas quase uma criada pobre.

Um beijo à meia-noite Eloisa James

Claro que amei a capa também…

Gabriel é um personagem realmente intenso e fez meu coração palpitar em vários momentos e não só nos momentos românticos (e hots…). Amei ver a interação dele com a família e com seu braço direito, o meio-irmão Wick. Esse, diga-se de passagem, é um personagem maravilhoso que super roubou a cena em alguns momentos.

– Que homem detestável. Fico feliz que seu noivado tenha sido arranjado a partir de uma aliança entre impérios, pois duvido que seja capaz de conquistar uma esposa por conta própria.

Ah, quem rouba a cena aqui também é a “fada madrinha” de Kate. Ela não é fada, mas é a madrinha que ela não sabia que tinha. Outra personagem que me fez ler com um sorriso no rosto, pois ela é divertida, amorosa e tudo que uma madrinha deve ser.

Ele era tão lindo que não precisaria de um título para ter as mulheres a seus pés.

A história é mais que envolvente e eu acabei não lendo, mas devorando o livro. É mais uma daquelas histórias que fazem a gente viajar no tempo, tanto para o passado, pois é um romance de época, quanto para o futuro, pois perdemos a noção das horas durante a leitura. E isso, pra mim, é tudo de bom.

– Se eu prometer não desonrá-la, Kate, posso beijá-la? Por favor!

Amei cada pedacinho da história, cada personagem e vou guardar para sempre essa lindeza no meu coração. Fui sequestrada por essa maravilha de livro e, se dependesse de mim, vocês também seriam!  Tanto que quase copiei o livro todo em citações na resenha, repararam? #blogueiraExagerada Todos os trechos são tão lindos… E sabem que já estou pensando em reler?!

Um beijo à meia-noite Eloisa James

Um Beijo à Meia-noite é o livro 2 da série Contos de Fadas, da minha mais nova queridinha, Eloisa James. Ah! Esse romance de época entrou para a nossa lista de #Queridinhos lindamente. Obrigada por publicar (e com uma capa tão linda) e nos enviar essa lindeza, editora Arqueiro.

Um Beijo à Meia-noite

Contos de Fadas, livro 2

Eloisa James

Editora Arqueiro

Classificação: ★★★★★(5/5)

Meus amores, querem se apaixonar por essa lindeza sem tamanho também? Tem em promoção aqui:

Livraria da Travessa  Livraria Cultura Livraria da Folha Submarino

Agora é a vez de vocês deixarem uma opinião, uma ideia, um amei ou o que vocês quiserem aqui em baixo. Mas deixem alguma coisa, porque eu amo falar com vocês.

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

2 Comentários

  1. Mônica says:

    Olá Jaque!
    Acabei de ler os dois livros desta série e simplesmente amei.
    Adorei a escrita da Eloisa James e já estou ansiosa esperando os próximos.
    Valeu a dica!
    Bjos

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Mônica, minha linda!
      Fico mega feliz quando alguém me fala que leu e amou a indicação. Obrigada! 😍 Também estou louca para ler os outros.
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário