10/03/2017

[Resenha] Mil Beijos de Garoto – A Thousand Boy Kisses – Tillie Cole

Oiii Pessoas do meu coração (que está totalmente partido 💔 até agora)!!!

Como começar a contar pra vocês o que senti lendo esse livro, se ainda não consegui superar a avalanche de emoções que me soterraram? Ainda sinto meu coração lá na história e se você já leu Mil Beijos de Garoto sabe do que estou falando, não é?!

Tanto que confesso que comecei a escrever pra vocês ainda sem um cronograma em mente. Normalmente, eu sei o que quero falar em cada resenha, sabe? Mas aqui não tem como me programar, vou escrever para vocês de coração aberto e espero que dê pra entender alguma coisa, porque ainda estou no chão e é difícil digitar nessa posição. (pois é, até com o coração em picadinhos eu tento fazer graça… #blogueiraPaiaça)

Só vou alertar uma coisa, aqui, O CHORO É LIVRE! 😭
Então, sigam-me os emotivos!

A Thousand Boy Kisses Tillie Cole

Quando você acha que já leu de tudo, aparece um livro desses na sua vida pra provar que você ainda tem muito o que ler.

Descrição
Um beijo dura um instante.
Mas, mil beijos podem durar uma vida.
Um garoto.
Uma garota.
Uma ligação que é forjada em um instante e nutrida por uma década.
Uma ligação que nem o tempo, nem a distância podem quebrar.
Um vínculo que irá durar para sempre.
Ou, assim eles acreditam.
Quando Rune Kristiansen de 17 anos retorna da Noruega para pacata cidade de Blossom Grove, Geórgia, onde fez amizade com Poppy Litchfield quando criança, ele tem apenas uma coisa em sua mente. Por que a menina que era a metade de sua alma, que prometeu esperar fielmente por seu retorno, cortou-o de sua vida sem nenhuma explicação?
O coração de Rune foi quebrado há dois anos quando Poppy ficou em silêncio. Quando ele descobrir a verdade, entenderá que a maior dor ainda está por vir.

Eu já tinha comentado com algumas de vocês, pessoas lindas, sobre esse livro, mas tem muito tempo. Acho que foi nos primórdios do blog, mas lembro que na época li a descrição e me encantei com a história, só que a vida aconteceu e acabei não lendo. Até que apareceu a oportunidade de eu comprar essa lindeza e foram as 14 horas (sim, foi isso que demorei pra ler, eu contei 😑) mais lindas e sofridas que passei lendo.

Não vou comentar muito sobre a história, porque pra mim o suspense foi tão incrível que eu quero muito que as minhas lindas que não leram ainda tenham as mesmas sensações que eu. E foram muitas e intensas. Sabem por que? No inicio temos uma ideia de por onde vai a história, mas em certo ponto tudo muda. Mil coisas passam pela cabeça do leitor a ponto de eu não conseguir resumir o livro de forma alguma, porque por mais que eu fale, não será o suficiente.

A Thousand Boy Kisses Tillie Cole

Minha versão está em inglês

Por exemplo, sabe quando a gente fala assim “Ah, esse livro é sobre um menino e uma menina que se conhecem ainda crianças e se apaixonam”, então, o livro é sobre isso. Mas não só sobre isso, tem mais, muito mais nessa história do que apenas isso. E olha que isso já é motivo pra eu ler e amar, já que esse é um dos temas que eu mais amo na vida, a velha história do “amor de infância”. Esse tema está entre os que eu mais amo ler na vida.

“…por que ser infeliz quando você pode ser feliz? É uma escolha óbvia pra mim.”

Então, falando bem brevemente sobre a história, temos sim um menino e uma menina que se conhecem aos cinco anos de idade, ela toca violoncelo e ele gosta de fotografia. Ele é norueguês e ela é uma menia feliz. Eles se tornam a metade um do outro e mesmo muito jovens, aos 15 anos, já sabem que o amor deles é único, daquele tipo que não conhece limites, nem barreiras e que vai durar para sempre.

Eu vou te dar mil beijos, Poppymin. Todos eles. Ninguém nunca vai beijar você, além de mim.

Perceberam o quão tocante esse tipo de amor é? Rune e Poppy vivem aquele tipo de amor que faz a gente sofrer junto com eles, mas eu vou chegar lá daqui a pouco. Bom, eles são inseparáveis, até que Rune é obrigado a voltar para a Noruega. Durante esse tempo, Poppy simplesmente desaparece e Rune não consegue viver só com metade de seu coração.

As pessoas não entendiam que mesmo depois de todo esse tempo ela ainda era minha. Tínhamos apenas 15 anos, mas desde o dia que eu a beijei em Blosson Grove, aos 8 anos, nunca mais haveria outra pessoa.

Agora que vocês sabem um pouco sobre o livro, quero contar para vocês exatamente como esse livro destroçou o meu coração a ponto de eu estar aqui escrevendo para vocês e chorando. Que sou chorona não é novidade, quem segue a #blogueiraDoidinha aqui sabe que eu choro a toa. Mas pela primeira vez na minha vida de leitora, um livro conseguiu me desmontar de tal forma que eu não quero superar essa tristeza misturada com saudade que ainda estou sentindo.

A Thousand Boy Kisses Tillie Cole

Vou explicar melhor, desde o primeiro capitulo a gente se apaixona perdidamente pelos heróis. Não só pelo mocinho ou pela mocinha, é pelos dois. Eles são lindos separados, mas juntos são irresistíveis. Nos primeiros capítulos me emocionei muito mais com a lindeza das cenas e com o amor puro deles, já que nessa altura da história ainda não tem sofrência envolvida.

Vovó disse que as melhores coisas da vida morrem rápido, como as flores de cerejeira. Porque algo tão belo não pode durar para sempre, não deve durar para sempre.

Depois, meu coração quase saiu do peito com a separação deles, pois essas cenas são de uma delicadeza que dói ler. São cenas tão perfeitas e fazem a gente sentir uma melancolia tão doce que eu estava quase me beliscando pra saber se o que eu estava lendo era real. É muita perfeição.

Meus beijos são todos para você, Rune. Ninguém mais terá esses lábios além de você.

Depois disso, chorei o restante do livro. Pois é, pagina sim, pagina não eu chorava. Isso aconteceu um pouco antes da metade do livro. Simplesmente passei 60% da leitura chorando (tá….15% soluçando de tanto chorar, mas essa parte pula). Em algumas cenas eu chorava com eles, literalmente. O amor deles somado ao triste destino que os aguarda foram demais para eu suportar.

Poppy e Rune. Duas metades de um todo. Reunidos ao fim. Justamente quando é mais importante.

Tudo só piorou quando caí na besteira de ouvir a musica que Poppy mais gostava de tocar em seu violoncelo, “The Swan (Carnival of the Animals)”, dá o play aqui em baixo só pra vocês sentirem o drama. Logo eu, que achava que já tinha lido todo tipo de amor nos livros, fui pega de surpresa por um amor tão intenso que me deixou sem chão.

As cenas aqui são muito carregadas de sentimento, tanto que é impossível não sentir exatamente o que eles estão sentindo. O mesmo desespero, a mesma melancolia, tudo isso foi passado pra mim. Sem contar que a descrição do amor dos dois ultrapassa tudo aquilo que eu estava acostumada a ler. Tipo, claro que  já li livros sobre amores maiores que a vida, mas mesmo assim, aqui a autora ainda consegue elevar nosso conceito. Eu só pensava assim: “Suas definições de amor literário foram atualizas com sucesso”.

“Não posso perder você, Poppymin. Não posso. Não posso deixar você ir. Não posso viver sem você. Você é o meu pra sempre sempre. Você está destinada a andar ao meu lado durante essa vida. Você precisa de mim e eu preciso de você.”

Fiquei, na verdade ainda estou, tão obcecada pela história que acho que nunca vou superar esse sentimento. Não posso caracterizar isso como uma simples ressaca literária, porque essas ressacas duram semanas, não a vida toda. Pior, não quero me livrar dessa dor doce que Mil Beijos de Garoto deixa na nossa alma. Esse livro me marcou “pra sempre sempre“, mais do que eu imaginei que fosse capaz de ser marcada. Chorei até tirando as fotos, porque só de olhar para os corações que recortei, meu coração doía.

“Viva muito, ame mais ainda. Corra atrás de seus sonhos, procure aventuras… capture momentos.

Viva lindamente.”

Então, mesmo escrevendo para vocês o que senti, eu queria mesmo era entregar essa lindeza sem tamanho nas mãos de vocês e dizer assim: “Só leiam! A gente conversa depois.” Só isso mesmo, mas como não me aguento, tive que escrever esse testamento pra vocês. #sorry

Bom, terminei de ler em um estado de espirito tão alterado, soluçando de tanto chorar, que mandei uma mensagem para a autora contando o que ela fez comigo. Porque ela mudou mesmo minha alma, e eu serei eternamente grata a ela por isso. Sim, eu sei que estou sendo dramática, mas o que é a vida de uma leitora sem um pouco de drama, não é mesmo? Inclusive, a autora é tão linda que ela mesma publicou a playlist do filme no Spotify, coloquei ela aqui em baixo pra vocês sofrerem um pouquinho comigo.

E meu coração continua doendo toda vez que escuto “If I Could Fly” e “Last First Kiss“, mas acredito que ele vai doer para sempre. Não me vejo nem daqui ha 100 anos (como se eu fosse viver isso tudo… 🙄) pensando nesse livro sem sentir essa dorzinha boa na alma. Ele entrou para a lista daqueles livros #queridinhos que são o meu coração, e que vou ler e reler “pra sempre sempre. Infinitamente“. #referências

A Thousand Boy Kisses Tillie Cole

Amei tanto que por mim todo mundo tem que ler esse livro. Mil Beijos de Garoto é um stand alone novel, ou seja, é um romance de volume único. Até porque ele não precisa de continuação, acreditem em mim. 😉

Mil Beijos de Garoto

A Thousand Boy Kisses

Tillie Cole

Editora Outro Planeta

Classificação: ★★★★★ (5)

E olha que tem essa lindeza sem fim a venda, em português, aqui:

Livraria da Travessa  Livraria Cultura Livraria da Folha

 Pessoas lindas, quando um livro me toca assim tão profundamente é difícil organizar meus pensamentos logicamente para escrever para vocês, então me perdoem se a resenha ficou meio confusa, não foi de propósito. Mas me contem se já leram A Thousand Boy Kisses ou algum livro que despedaçou tanto o coração de vocês quanto esse aqui despedaçou o meu. Dividam esse sentimento comigo, preciso conversar com vocês.

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

20 Comentários

  1. Vanessa says:

    Meu Deus que pena que não sei inglês se não ia agora mesmo comprar o meu editoras pelo amor traga esse livro pra nós adorei a resenha você é linda parabéns 😍😍😍😍

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Vanessa!
      Vamos torcer para que alguma editora se compadeça e publique por aqui, não é? Também queria muito mesmo.
      Obrigada.
      Bjos 1000!

  2. Indy says:

    Hello Jaque, já li o livro faz um tempo, mas quando vi a sua resenha sobre ele me emocionei só de lembrar, me senti um pouco como vc e chorei litros também, quando terminei queria voltar para o inicio e começar tudo de novo na esperança de ter um outro final, outro desfecho… mas na verdade o que torna o livro único é exatamente a forma como ele foi escrito, cada linhazinha. Outro livro que me tocou muito foi ” Proibido” da Tabitha Suzuma, de doer o coração, vc já falou dele aqui! Bjsss

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Indy!
      Aquele final realmente arrasa com a gente de tão lindo, perfeito e triste. E você falou tudo, cada linhazinha do livro é mais do que especial, é “especial como especial pode ser”. Nossa, esse aqui me destruiu mais do que Proibido, sabia? Chorei muito mais aqui e não consigo desapegar… estou ouvindo “If I could Fly” no repeat…
      Amei saber que você se sentiu como eu durante a leitura. Obrigada por dividir comigo, precisava mesmo conversar com alguém.
      Muito obrigada.
      Bjos 1000!

  3. Michelly Goes says:

    Jaque esse livro é o livro “cara” aquele termo que usamos ” ele é o cara” ele foi uma das minhas leituras de fevereiro,eu não sei o que dizer o que pensar , só penso uma coisa como fui burra kkk….. esse livro ficou meses no meu ebook para ler pois como já tinha ouvido só comentários maravilhosos do bichinho e confesso que de inicio me apaixonei mais pela capa do livro do que qualquer outra coisa kkk, agora depois de ler só de olha pra capa já sinto vontade de chorar kkk, Só me interessei de verdade depois que li a Serie Scarred Souls que é da mesma autora e me apaixonei pela escrita dela ai foi paixonite aguda pela autora, sabe vc querer LER todos os livros dela de uma vez só euzinha kkk até então não conhecia nada dela ! Ai foi quando me interessei de verdade e li essa doçura de livro pois só de lembrar to aqui igual uma boba toda chorosa, to levando um pedacinho comigo dessa historia pra sempre ! e estou escutando Infinity do One Direction ( que por sinal eu sou uma #directione minha boy band favorita da vida ai que morri do coração vendo que a maioria da playlist é com as musicas deles) Quando penso que nada mais pode me surpreender nessa vida de leitora doida por romances eis que surge A Thousand Boy Kisses pra acabar comigo ♥ Agora to eu aqui morrendo de amores pela essa autora e já estou lendo outra serie dela que é Hades Hangmen que não consigo me desgrudar também !!!!!!! Beijuuus

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Michelly!
      PARA TUDOOO! Concordo com TUDO que você escreveu! Tudo mesmo (menos sobre os livros que eu ainda não li, mas que já estou super tentada a adicionar a minha listinha de “desejados”). Sabe que eu foquei até apegada ao vidrinho com os corações que cortei para as fotos? Ainda não consegui jogar fora… E sabe que, assim que terminei de ler, fiquei fissurada por “If I could fly” dos lindos do One Direction (eu nem era fã deles, só curtia algumas musicas, agora já amo!), mas agora estou mesmo com mania de ouvir “Infinity” também. Lindo demais!
      Minha linda, muito obrigada pelo comentário maravilhoso que você escreveu pra mim, só me perdoe pela demora na resposta, ta?! Acabei me enrolando toda…
      Obrigada pelo carinho!
      Bjos 1000!

  4. Taíza says:

    Muita dor, muito sofrimento, mas ensinamentos lindos! Chorei litros e mais litros incontrolavelmente, a ponto da minha filha de 5 anos pedir para eu não ler, pois esse livro era feio e estava me fazendo chorar,rs! Quando eu parava de chorar, ela me perguntava essa é a parte feliz? rsrsrsrs…e ás vezes nem era mais eu não sabia muito o que falar! Esse livro também me roubou as palavras momentaneamente!
    Sou nova por aqui, mais tenho adorado suas resenhas!
    Obrigada, por mais esta!
    Bjoss!!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Taíza!
      Olha, se você é nova aqui no nosso cantinho deve estar pensando que a blogueira é desnaturada e não responde vocês, mas não é isso não. Fiquei foi enrolada mesmo, desculpa!
      Então, sabe que fiquei aqui imaginando a sua filha triste porque você estava chorando? Tadinha! Aqui em casa quem implica com meus livros triste é meu marido. rsrsrs Mas esse livro mexe mesmo com a gente, como pode, né?! Até hoje eu sinto aquela tristeza deliciosa quando lembro da história. Mas sou masoquista, vai sair em português, vou comprar e ler de novo…. rsrsrs
      Minha linda, muito obrigada pelo carinho, amei seu comentário!
      Bjos 1000!

  5. aline costa de carvalho pereira says:

    Oi Jaque!!
    E o meu coração explodiu!!!

    Realmente “A Thousand Boy Kisses” mostra um amor tão intenso que nos deixa sem chão e com toda certeza não precisa de continuação.
    Em alguns momentos esperei por um outro desfecho, mas ao chegar ao fim soube que se tivesse sido outro não teria feito sentido algum.

    Tão especial quanto especial pode ser.

    • Jaque
      Jaque says:

      Aline, O MEU CORAÇÃO TAMBÉM EXPLODIU!
      Esse livro me destruiu “pra sempre sempre”… É mesmo uma daquelas histórias que marcam a gente.
      Mais uma vez, sua descrição foi maravilhosa. Super curti.
      Obrigada!
      Bjos 1000!

  6. Danielle Teodoro says:

    Só de ler a sua resenha meu coração quase explodiu… li esse livro e senti as mesmas coisas que você. A Tillie Cole conseguiu capturar em mim um sentimento tão delicado que nem consigo explicar, mas só posso agradecer!!!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Danielle!
      Que lindo saber que você sentiu a mesma coisa que eu! Realmente a Tillie é diva. Por isso que escrevi uma mensagem pra ela assim que terminei a leitura, na empolgação mesmo.
      Amei seu comentário.
      Obrigada!
      Bjos 1000!

  7. Carol Machado Moura says:

    Olá! Acabei de achar seu blog para ler a resenha do livro. Li em 2 dias… Chorei copiciosamente… Livro lindo, intenso ao último grau. Amei!
    E agora lendo as mensagens aqui, chorei de novo lembrando… Senhor…
    Obrigada pela resenha! 😘💕

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Carolzita (já estou me sentindo sua nova BFF)!
      Minha linda, primeiramente, fico muito feliz por você ter achado a gente e melhor ainda, por ter gostado do nosso cantinho. Segundo, ai MEU DEUS DO CÉU esse livro é mesmo uma preciosidade, entendo você, também chorei por dias. Sabe que essa parte dos comentários aqui do blog é a minha preferida justamente por isso? Aqui a gente relembra (e chora tudo de novo) e eu amo isso.
      Bem vinda ao nosso cantinho!
      Obrigada a você pelo carinho e pelo comentário tão lindo.
      Bjos 1000!

  8. amanda roder vieira says:

    oiii Jaque estava vendo uma de suas resenhas qdo vc citou mil beijos de garoto e eu acabei de ler esse livro…foi um dos livros que mais me tocou tive que parar várias vezes pq me sentia sufocada…é um amor tão puro e verdadeiro qdo estava terminando me senti tão triste pelo Rule em como ele ficaria…mais qdo li aquele epílogo fiquei táo emocionada por ele…a autora foi tão incrível eu me apaixonei por esse livro me marcou.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Amanda!
      SIM!!!!! Sufocada é uma ótima palavra pra descrever essa leitura! Eu ainda me sinto assim quando lembro dele…. é a coisa mais linda e intensa da vida. Acho que nunca vou superar essa história. Amei saber que não sofri sozinha.
      Obrigada!
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário