24/02/2017

[Resenha] Pennies – Pepper Winters

Oiiii Amores do meu coração!

Animadas para o carnaval? Olha, eu adoro esse clima de felicidade geral que reina no carnaval, mas pra mim o bom mesmo é a folga. OBAAAA! 🙌 Principalmente pra por as leituras em dia. #amo E por falar em pôr as leituras em dia, resolvi postar uma resenha que vocês já me pediram algumas vezes depois que contei o que esse livro fez comigo.

Mas antes de começar a resenha propriamente dita, tenho que alertar vocês, assim como a autora me alertou antes de começar a leitura desse livro. ⚠️ Aqui, assim como no livro, você não vai encontrar um conto de fadas, nem suspiros de amor, só uma estrada esburacada e mal iluminada. Essa resenha é sobre um romance sombrio, onde vamos ser jogados em um poço de desespero e seremos obrigados a tatear nossa saída. Procedam por sua conta e risco. ⚠️

Acharam muito dramático? Olha que eu tentei suavizar e resumi do meu jeito o aviso dela… Pena que esse aviso me deixou ainda mais curiosa e empolgada para começar a leitura. Ah, mas essa minha empolgação logo se tornaria outra coisa completamente diferente. Essa série pegou meu coração, colocou em uma jaula, picou ele em pedacinhos e me devolveu só uma parte até agora. Vem comigo que eu explico melhor.

Sigam-me os corajosos!

Pennies Pepper Winters
Descrição

Aos dezoito anos, fui assassinada.
Queria que minha história termine ali.
No entanto, meu assassino me ressuscitou e me vendeu para quem pagou mais, sentenciando-me a um mundo pior do que o Inferno. Nos últimos dois anos, eu vivi uma vida de tormento como propriedade de um homem. Eu sofro em silêncio e desejo a liberdade, mas nunca vou me render.
Não posso.
Não vou.
Mas então ele chega. O primeiro estranho desde que fui morta.

Elder Prest, um ladrão com um coração tão negro como sua alma, chega como convidado em nosso lar retorcido. Ele tem negócios com meu dono, mas seu interesse está em mim. Ele finge não notar minhas contusões e esconde seu conhecimento sobre o que eu sou, mas a maneira como ele me observa me faz sentir mais humana do que possessão. 

Enquanto seus olhos penetram sobre meus muros e sua voz exige respostas, ele desafia meu proprietário por uma noite comigo. Eu sobrevivi a dois anos de tormento porque não acredito mais na esperança, mas Elder é o único homem que me promete prazer em vez de dor. Confiar nele é perigoso, querê-lo é mortal.
Ele é meu bilhete para a segurança ou meu fim?

Quem quer que seja, o que ele quiser … Não posso dizer não.

Amores, quando comecei a ler a série Dollar, apenas os dois primeiros livros haviam sido publicados, mas acredito que o terceiro já está para ser lançado. O curioso foi que, para sair de um romance sombrio como esse, me joguei em um conto de fadas (clique AQUI para conferir), mas meu coração e minha mente ainda estavam aqui. Essa história me marcou tanto, que acabei comentando sobre minha ressaca literária nessa outra resenha. E os comentários dessa outra resenha se viraram completamente a respeito dessa aqui antes mesmo de eu decidir se ia escrever sobre Pennies.

Pensando bem aqui, eu devia ter me preparado melhor pra ler esse livro. Simplesmente li a descrição e o comprei. Não estou arrependida, muito pelo contrário, mais ainda sinto meu coração apertado, o choque ainda não passou completamente. Já se sentiram assim? Já leram algo que mudou alguma coisa dentro de vocês?

Vou contar um pouco só da historia, sem spoilers nem detalhes, pra vocês terem uma noção do que estou falando. Acho que aqui, mais do que uma resenha, estou escrevendo um desabafo. Gosto de resenhar pra dividir meu amor com vocês e incentivar vocês a ler, pra que assim vocês dividam as suas experiências comigo. Mas hoje, mais do que isso, preciso desabafar. Espero que vocês ainda assim sintam-se interessados em ler Pennies, e se já leram, espero que se identifiquem com meus sentimentos (e me contem tudo lá nos comentários!).

Antes, meus pensamentos eram superficiais, imaginando como perder os quilinhos a mais e como aplicar maquiagem como as modelos no YouTube.

Aqui vamos conhecer um mundo que, por mais que esteja a nossa volta e saibamos que ele existe, não pensamos nele. Existe um mercado paralelo de escravos sexuais, onde meninas são sequestradas e vendidas. Talvez ele seja um pouco diferente do que foi relatado no livro (o mesmo não é baseado em uma história verídica, que eu saiba é só ficção), mas esse mercado existe no mundo, disso temos certeza.

Foi isso que aconteceu a Pim. Ela foi morta, ressuscitada e vendida como escrava sexual. Quando a gente lê isso, pensa logo que teremos um cavaleiro de armadura que irá salva-la não é? Sinto informar que não é assim.

Dinheiro era apenas dinheiro.

Centavos somados a dólares e dólares somados a centenas.

Aqui, conforme a leitura avança, vamos mais e mais sendo tragados por aquele poço de desespero que eu mencionei lá em cima. Meu coração ia se quebrando e o desespero aumentando a cada capitulo. A cada horror descrito pela autora, eu tentava me convencer de que “depois disso, algo de bom vai mudar o destino dela”. Sabem como é isso? Quando a gente lembra que nos livros as coisas sempre tem conserto? Que no próximo parágrafo tudo vai mudar?

Pois é, aqui isso não acontece. Comecei a ler com mais desespero, a empolgação que eu falei la em cima, se tornou sede de conhecimento e ansiedade. Vi-me presa no inferno que nossa heroína estava e, assim como ela, foi impossível fugir. As horas foram passando, a madrugada chegou e eu ainda estava na pele de nossa doce Pim. Ainda presa nessa prisão totalmente branca e sem vida com o coração acelerado.

Erik Alrik tinha fascinação por branco, ou não tinha inspiração quando se tratava de decoração. As paredes eram brancas, a cama branca, até a toalha da mesa, criados mudos e armários. Branco, branco, branco.

Perceberam que eu não falei em amor ou que meu coração se derreteu? Não, minha mente estava totalmente vidrada com o que foi sendo descrito. Perdi a esperança durante a leitura, demorou pra eu entender que, assim como a nossa heroína, eu não tinha forças para mudar o destino da história. Amores, quando estamos lendo, acabamos desenvolvendo um entendimento a respeito dos acontecimentos e, no fundo, a gente sente que a história vai tomar um certo rumo, não é?

Pennies Pepper Winters

Olha o aviso da autora aí… não dei ouvidos….

Então, para cada coisa ruim que acontecia na história, eu esperava uma boa, mas não, uma pior ainda acontecia. E quando eu achava que a situação não podia ser tão horrível, a autora vinha e descrevia algo tão arrebatador que meu coração colocava seus tênis de corrida e se escondia atrás do sofá (assim como o de Pim).

Quando que viver se torna a escolha errada e morte a escolha certa? Quando que tirar sua própria vida é mais inteligente do que deixar outra pessoa a destruir?

Aqui eu me via cada vez mais sedenta e desesperada para saber quando as coisas iam melhorar, quando seriamos recompensados por tanto sofrimento. Só que eu já tinha passado da metade do livro e nada das condições melhorarem. Algumas vezes eu me sentia sufocada, mas não menos ávida pra ler até o final e começar logo o segundo livro.

A ansiedade era tanta que trapaceei. Li as ultimas páginas da história e cheguei a ler o inicio do segundo livro (durante a leitura do primeiro!), mas nada aliviava meu desespero. Foram umas oito horas ininterruptas de leitura e quando terminei, o sol já estava nascendo. Só que quando chequei ao final, embora meu coração estivesse acelerado, minha mente estava no limbo.

Meu coração respirada dentro de um saco de papel por tanta preocupação. Fazia tanto tempo desde que alguém olhara para mim como uma pessoa ao invés de uma boneca.

Fiquei uns minutos tentando assimilar o que tinha lido no primeiro livro antes de emendar logo no segundo, mas eu tinha que dormir. Obriguei-me a colocar o iPad de lado e deitar, mas só meu corpo descansou. Minha mente continuava na história. Arrisco-me a dizer que ela estava no Phanton, mas não tenho certeza.

Ela pode não ter percebido, mas acabou de perder.

Ela me deixou entrar.

Menina estúpida, estúpida.

Sem dúvida, Pennies foi um dos livros mais terrivelmente envolventes que li até hoje. Fiquei no chão, minha vontade era me enrolar em um canto escuro e esperar a morte vir me buscar. A ressaca literária já estava, em uma escala de 1 a 10, no 11. Isso porque eu ainda tinha mais um livro da série para ler. Esse pensamento normalmente é reconfortante, não é? Mas aqui, saber que eu ainda tinha mais 500 páginas a minha frente, e que talvez nessas páginas eu talvez fosse ler algo que me reconfortasse, não ajudava a superar esse sentimento de perda.

Talvez a forma como a história tenha sido descrita tenha me deixado nesse estado de completa submissão ao livro. Até porque no fundo, é sobre submissão que o livro fala, mesmo quem em uma escala de completo horror.

Eu queria roubá-la dele para que minha própria mão a disciplinasse e a deixasse marcada e não as desse filho da puta mentiroso.

Não sei se assustei demais vocês, pessoas lindas, ou se me fiz entender corretamente, mas o livro é incrivelmente bom. É excelente! Tão maravilhoso que estou tendo dificuldades para descreve-lo, simplesmente porque qualquer história que incite esse tipo de reação no leitor tem que ser considerada incrível. Aqui não posso dizer que “amei tal coisa” (até posso…) ou que “meu coração se derreteu por tal personagem” (mas se derreteu sim, se derreteu pela Pim), porque o que faz o livro ser tão viciante é justamente o sofrimento e o desespero descritos de uma forma muito sublime.

Aliás, posso sim, dizer que me apaixonei por Pim e depois por Elder (mesmo a autora tendo alertado pra que a gente não se apaixone por ele), mas esse meu amor não está no nível de #piriguetagemLiterária, não… Apaixonei-me com medo de ter meu coração despedaçado. Mais ainda do que ele já foi.

Pennies Pepper Winters

Coloquei a foto quase sem cor de proposito!

Ufa! Agora que desabafei com vocês, me sinto melhor. Pennies é o livro 1 da série Dollar, da autora Pepper Winters, que está prevista para ter 5 livros ao todo, mas infelizmente ainda não temos informações sobre uma possível publicação aqui no Brasil.

Pennies

Dollar, livro 1

Pepper Winters

(Ainda sem publicação no Brasil)

Classificação: ★★★★★ (5)

Entenderam quando eu falei que mais do que uma resenha, aqui tem um desabafo meu? Quero muito que vocês se sintam interessadas em ler, mas por uma razão egoísta, pois preciso saber o que vocês sentiram. Contem pra mim aqui em baixo, tá?

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

14 Comentários

  1. Nataly Santos says:

    Nossa Jaque só a resenha desse livro já me deixou fixada, imagine o livro então.
    Eu ainda estou tentando me recuperar da série King ( que aliás é muito boa eu recomendo), mas com certeza vou ler esse livro. Adoro livros que nos colocam em uma montanha russa emocional, e esse parece ser um deles. Vou ler e depois vou voltar aqui pra compartilhar minhas emoções sobre ele.
    Bjinhos e obrigada pela dica!!! 😘😘

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Nataly, minha flor!
      Opa! Já coloquei essa série King na minha lista de leitura. Fiquei mega curiosa. Poxa, se você ficou assim com a minha resenha, mal posso esperar para que você leia e venha me contar como você se sentiu. Volta, por favor! Vou amar saber.
      Muito obrigada pelo carinho, amei!
      Bjos 1000!

  2. Joice says:

    Oi Jaque, tudo bem? Sinceramente, espero que sim 😍 Olha vou te contar algo inédito que aconteceu comigo lendo essa resenha… Você acredita que conseguiu me convencer a não ler esse livro💔 ( chorando aqui), mas calma aí que já te explico o porquê! 😢 Há mais ou menos quatro meses eu li um livro que DESTRUIU meu emocional COMPLETAMENTE e você cooperou com isso mocinha, pois li resenha dele aqui no seu blog e me interessei muito em ler, acontece que eu não estava nada pronta pra miríade de sentimentos que me tomou ao decorrer da leitura, o livro é nada mais nada menos que Proibido da Tabitha. 😲❣ Jaque, eu fiquei tão arrasada que me recusei a pensar sobre o desfecho da história. Foi uma experiência única e não me arrependo de ter lido aquela história linda e peculiar, mas não consigo imaginar passando por aquela avalanche de sensações nesse momento. Enfim, quando li a resenha de Pennies,eu senti que posso passar pelo mesmo processo emocional que passei quando li o livro Proibido e na verdade não sei se conseguiria, pelo menos não agora 💔, mas como você é tão maravilhosamente linda e super espirituosa, deixou na resenha um link pro “conto de fadas”, e como tudo que você escreve nesse blog lindo me interessa ❤ eu fui lá me aventurar com Cinder&Ella 💕 ~meu~Deus~do~céu~ 💕 morri de amores por aqueles dois, amei a história, a dinâmica, a amizade sincera e profunda do casal, o contexto, as superações, ABSOLUTAMENTE, tudo!! Obrigada Jaque, por sempre se dedicar, com todo seu amor, a fazer essas resenhas lindas e tão cheias de vida! 😍 Bjs mil😘😘
    Obs: Eu realmente amei a resenha de Pennies❣

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Joice, lindinha!
      Está tudo bem, sim, gracas a Deus! 😍
      Mas preciso te confessar que fiquei mega triste por você ter chegado a conclusão de não ler Pennies! Entendo, claro! Por favor, não me leve a mal, entendo de verdade. Sei que tem histórias que arrasam com a gente e peço desculpas por você ter ficado tão abalada com Proibido (mas eu acho que coloquei um aviso na resenha, não?! 🤔). #muitosSnifs
      Bom, então já vou avisando de antemão então que você deve passar muito longe de A Thousand Boy Kisses (confere a resenha, SÓ a resenha, AQUI 😉), porque eu achava que tinha ficado mal com Proibido, mas A Thousand Boy Kisses me deixou MUITO PIOR mesmo! Fiquei no chão, mas como sou meio masoquista amei demais a história e já quero ler e chorar tudo de novo. Esse foi o livro que mais me fez chorar na vida, justo eu, que achava que já tinha lido de tudo…
      Ah, mas que ótimo saber que pelo menos acertei com Cinder & Ella! Ufa!
      Olha, eu que não canso de agradecer por todo o carinho e o tempo que você tirou pra deixar uma mensagem pra mim. Amei, de verdade! Mesmo você tendo decidido não ler Pennies, fico feliz por você ter gostado da resenha e ela acabou servindo ao seu proposito, não é?
      Obrigada!
      Bjos 1000!

  3. Michelly Gois says:

    Oi linda tive q trocar de email pois nao sei o q acontece,meus comentarios nao aparecem mais 🙁 vamos ver se esse da certo rs dedinhos cruzados espero q sim!
    Então logo quando vi vc falando desse livro ja corri pra acha lo sendo indicacao sua so poderia ser babadooo, pois bem tinha toda razão amo livros nesse estilo dark fiquei obssecada pela historia com um nó na garganta um desespero sem limites! O livro nos tira da nossa zona de conforto! terminei o livro desesperada pelo segundo porem por nao ter sido ainda traduzido para o portugues fiquei só no desespero e torcendo para que as coisas melhore no segundo, mesmo estando em alerta por conta do que a autora nos revela no inicio da leitura! Com certeza um livro que é extremamente impactante e nos faz querer ser uma super mulher para salvar todo mundo q se encontra nesta situacao na vida real!

    Alguns meses eu li a serie black lotus é uma trilogia eu fiquei destruida tive crise de ansiedade, passei mal, me marcou de uma forma tão dolorida q nem sei o q dizer quando lembro tem partes que voce pensa Deus eu nao consigo seguir a diante a leitura e ao mesmo tempo nao conseguimos largar, quando terminei a serie fiquei dias sem conseguir pegar em um livro e quando descreveu dollar parece que foi o mesmo sentimento. Não é uma tema que todo mundo ama muito nem consegui terminar a leitura, porém são fatos reias muitas pessoas passam por isso ou passou são temas que nos impulsa a ser pessoas melhores de alguma forma , mesmo que cru e dorido algo dentro de nos muda esses livros mesmo sendo ficção, sao verdadeiras milhares de meninas passam por isso todos os dias e depois disse minhas oração para papai do ceu é que traga esperança e livramento para elas.

    Beijos Michelly

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Michelly, minha flor de formusura!
      Pena saber que você estava tendo problema pra comentar, inclusive seu comentário ficou perdido entre uma das atualizações automáticas…. Mas agora que li, nossa! Me vi no seu comentário, é exatamente isso! Como sobreviver depois de ler uma história dessas não é? Já li o segundo livro e, vou te adiantar que as coisas até melhoram, mas não da forma que a gente espera. Fiquei até irritada porque achei que as coisas demoraram muito para acontecer, mas enfim, o livro também me deixou meio louca.
      Fiquei com medo dessa série que você falou só por ler seu comentário, então, claro que vou ler! Obrigada, minha linda.
      AH, perdão por demorar tanto pra responder esse comentário lindo e cheio de sentimento! Amei muito, aliás, amo ver seu nome por aqui sempre.
      Bjos 1000!

  4. Rute Cartagena says:

    Como assim ela morre e ressuscita? Ela morre no sentido literal? Me conta pelamor, que estou tomando coragem pra ler este livro.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Rute!
      Então…. sabe que eu também demorei pra entender essa parte? rsrsr Ela na verdade morre porque o coração dela para, o homem/mostro que “mata” ela, faz uma massagem cardíaca e traz ela de volta. Não tem nada de sobrenatural na história.
      Bjos 1000!

      Ps.: se ler, já sabe, volta aqui e me conta, por favorzinho!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Nilza!
      Fico mega feliz por saber que não fui a única a sentir esse desespero, e pelo jeito também não exagerei na descrição. Obrigada por me contar que a leitura também foi assim pra você.
      Bjos 1000!

  5. Maíra says:

    Ola Jaque!! adorei a dica do livro, só li sua resenha depois de ler o livro, e sim concordo da um desespero, e agente devora o livro mas só li o primeiro e não estou achando para comprar o segundo em português, você disse que leu os dois primeiros, você leu em inglês? Se foi em português onde você comprou?
    bjus!!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Maíra!
      Sim, li os dois em inglês, já que nenhum foi publicado em português ainda, mas vamos torcer para que isso aconteça logo.
      Obrigada pelo comentário.
      Bjos 1000!

  6. aline costa de carvalho pereira says:

    Oi Jaque, td bem?
    Ufa! Que resenha hein!!!
    Amei, mas assim como a Joice ( comentário acima) foi convencida a não ler esse livro (pelo menos não agora )💔, mas estou com o coração aberto para ler Cinder&Ella 💕 .
    Só preciso me recuperar de A Thousand Boy Kisses ❣

    Bjs 😘😘

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Aline!
      Ahhhh, se recuperar de A Thousand Boy Kisses é difícil, se você conseguir me diz como, porque mesmo eu já tendo lido ha um tempinho, ainda sinto aquela dorzinha quando lembro dele. Mas se você ler Pennies, acho que vai só trocar de ressaca literária mesmo, o que eu super indico, sabe que eu amo uma sofrência né? rsrsrsrs
      Se você ler, já sabe o que fazer né?
      Obrigada pelo carinho de sempre, minha linda.
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário