01/04/2016

[Resenha] Belo Sacrifício – Jamie McGuire

Oiii Amores!

Hoje é dia da mentira, mas o meu amor eterno pelos Maddox é a mais pura verdade. ❤️ Sem contar que hoje é aniversário dele, o lindo Travis Maddox. 😍😍😍😍😍

Como não amar um Maddox?
Sempre me faço essa pergunta antes de ler mais um livro dos irmãos. Claro, Travis sempre será o meu Maddox “mais preferido da vida” (sim…. o erro foi proposital. rsrsrs), só que a cada livro sobre os outros irmãos meu coração cresce mais um pouquinho para dar lugar a eles.

Belo Sacrifício é sobre um dos gêmeos, e por mais que eu não saiba mesmo diferenciar quem é quem, esse Maddox também me conquistou. Vem comigo conhecer a fundo mais um membro dessa família linda.

Belo Sacrificio En 1

Essa é a capa da versão em inglês, a capa em português está lá em baixo.

Sinopse:
Falyn Fairchild abandonou seu carro, seus estudos e até seus pais. Filha do próximo governador do Colorado, ela está de volta à sua cidade natal, falida e trabalhando como garçonete em um café. Ao fim de cada turno, ela guarda o que recebeu, esperando um dia ter o suficiente para comprar uma passagem para o único lugar onde pode encontrar redenção: Eakins, Illinois.
No instante em que Taylor Maddox entra no café, Falyn sabe que ele trará problemas. Taylor é charmoso, não cumpre promessas e é lindo mesmo coberto de fuligem, fazendo dele tudo o que Falyn acredita que um bombeiro de sucesso deve ser. Mas ela não está interessada em se tornar mais uma em sua lista — e, para um dos Maddox, uma garota desinteressada é o desafio mais atraente de todos. 
Belo Sacrifício é o terceiro volume da série sobre os irmãos mais barulhentos e irresistíveis da literatura new adult. O foco agora é Taylor, um dos gêmeos, que se envolve com uma garota cheia de segredos — e, pela primeira vez, pode ser ele quem sairá machucado dessa história.

Pessoas, sempre que a Jamie lança um livro envolvendo a família Maddox meu coração sorri feliz, só que depois de ler Bela Redenção (tem resenha sobre ele AQUI) eu meio que fiquei esperando mais, sabe? Claro que eu gostei do livro, só que pra mim faltou alguma coisa. Aí, peguei Belo Sacrifício com receio. E esse sentimento permaneceu até o final da leitura.

Aqui vamos conhecer primeiro Falyn, uma menina gentil que vive para o trabalho. Ela junta cada centavo que ganha como garçonete. Nossa heroína tem um segredo muito bem guardado e devido a ele, ela vive com tanta modéstia. Mesmo hoje sendo garçonete, Falyn veio de uma família riquissema, só que hoje ela não tem interesse nenhum em manter contato com os pais. É realmente muito triste.

Durante um dia comum de trabalho, um grupo de bombeiros que combatem incêndios florestais exclusivamente (lá nos EUA eles tem uma denominação diferente dos bombeiros que combatem incêndios nas áreas urbanas), entra no restaurante. Um deles é Taylor Maddox.

Você está errada. Eu quero você mais do que qualquer coisa que já quis na minha vida.

Amores, vocês sabem quem é o Taylor? Ele é um dos gêmeos Maddox. Ai…. que lindoooo. Ele tem tatuagens por todo o corpo, como quase todo Maddox (não lembro se o Thomas tem tatuagens também…). O legal é que mais a frente ele conta que suas tatuagens são idênticas a de seu irmão gêmeo. Achei fofo.

Nenhuma menina que se preze seria pega saindo com um daqueles homens bravos, fascinantes, jovens e bronzeados por duas razões. Eles eram sazonais, e eles iriam deixá-la para trás, grávida ou com o coração partido.

Taylor é o típico babd boy, e Falyn corre dele como um morcego fugido do inferno. Ela não pode se dar ao luxo de se envolver com um cara como Taylor, visto que ela tem coisas muito mais sérias acontecendo em sua vida. Só que claro, Taylor se interessa por ela e passa a fazer de tudo para que ela o aceite, pelo menos, como amigo.

Porém, Falyn só aceita se aproximar dele quando descobre qual é a cidade natal de Taylor. Veja bem, Falyn precisa desesperadamente ir a Eakins, Illinois e vê em Taylor seu bilhete de passagem para lá.

Taylor era inquestionavelmente atraente. As borboletas que eu senti no meu estômago quando ele olhou para mim eram impossíveis de negar, e eu queria odiar a forma como me sentia, ainda mais do que eu queria odiar os homens.

Amores, por incrível que pareça, dessa vez eu estava torcendo pela Falyn. Você que me segue aqui no blog (ah, obrigada por isso! Amo vocês!) sabe que eu sempre fico do lado do mocinho, salvo raríssimas exceções. Não que meu coração não se derreta pelo Taylor, mas Falyn é tão sofrida, tão resignada com seu destino que ficou impossível não se doer por ela. Meu coração ficou apertado quando ela contou o tal segredo. O sacrifício aqui é dela…

Belo Sacrificio En 2

Claro, Taylor também tem seus dilemas, sabemos que ele é um bombeiro, mas assim como o irmão Thomas do FBI, o pai deles não sabe o que ele faz. Isso me deixa muito triste, pois sabemos como os irmãos são ligados a família.

– Você não pode estar realmente apaixonado sem ficar um pouco louco.

Mesmo tendo amado a história, ainda fiquei com aquele sentimento de “falta alguma coisa”, acreditam? Tanto que reli (pela milésima vez) Desastre Iminente. Fiquei com abstinência do Travis, sabe? E foi a melhor coisa que fiz, pois nenhum dos irmãos é tão apaixonado quanto o Travis. Acho que foi isso que faltou nesse aqui, esse amor desenfreado que eu espero de todos os irmãos Maddox. Mas as pessoas são diferentes né? Até as literárias. Rsrsrsrs

– Você acabou de dizer que se sentia atraída por mim.

– Sim, mas isso foi antes de você abrir a boca.

– Porra, você é tão má. É perturbador o fato de eu gostar tanto disso.

Sem contar que acontecem algumas coisas nesse livro que partiram meu coração em milhares de pedaços, coisas que eu não sei se perdoaria se fosse a Falyn. 💔 Essa história é muito próxima a realidade, não tem muito daquela viajada a qual estamos acostumadas, sabe? Os personagens são “humanos demais“. Sei que esse é um traço da escrita da Jamie e não estou criticando, até porque sou fã incondicional dela, mas aqui sentimos na pele os erros dos personagens. Tanto que esse livro me deixou com uma ressaca literária daquelas. Em determinado ponto eu cheguei a largar o livro e fechar os olhos tentando assimilar se o que eu tinha lido era mesmo verdade. Quando a gente lê em inglês ou até mesmo em português, uma coisa assim tão surreal, parece que a gente leu errado né? Essa parte em especial me deixou no chão.

Tinha que ser o destino. Taylor era como um cãozinho abandonado que eu alimentei um vez, e agora, ele não iria embora. Ele também calhava de vir exatamente da cidade para a qual eu estava guardando dinheiro para visitar durante todo esse tempo.

Mas em contra partida, uma coisa muito legal desse livro aqui é que eu tenho quase certeza de que a autora se auto inseriu na história. Tem uma autora de best-sellers famosa que vai ao restaurante em que Falyn trabalha durante dois ou três dias seguidos. Achei o máximo. Se você também acha que essa autora é a Jamie, me conta lá em baixo nos comentários, tá?

Pessoas, eu sou muito apaixonada pelos Maddox, como já falei, só aqui nessa resenha, umas trocentas vezes, e claro, esse livro foi super fofo. Não tem como não gostar de um livro sobre esses irmãos lindos, mesmo o irmão em questão não sendo o Travis (amores, não dá, eu amo MUITO o Travis….). #teamTravis

– Acho que é bem obvio que eu não só quero você. Eu não posso ficar longe de você. Isso é qualificado como necessidade.

Belo Sacrifício é o livro 3 da série Irmãos Maddox, que será composta de 4 livros, um para cada irmão. O que me deixa muito triste, porque significa que está acabando…. muitos snifs…

belo-sacrificio

Capa LINDA em português.

Belo Sacrifício

Irmãos Maddox, livro 3

Jamie McGuire

Editora Verus (no Brasil)

Classificação: ★★★★★(5)

 

Pessoas, se vocês também são apaixonadas pelos Maddox, tem  Belo Sacrifício a venda em português aqui:

Livraria da Travessa  Livraria Cultura
Submarino supermercado extra

Amores, ajudem uma blogueira com o coração partido deixando uma mensagem para mim aqui em baixo. Amo falar com vocês.

Bjos 1000!

Ps.:

parabéns travis

Muitos parabéns, Travis, seu lindo.

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

10 Comentários

  1. Cristiane Rodrigues says:

    Meu coração chegou palpitar quando recebi o email dessa resenha! Gosto muito dos seus textos e mais ainda desse… Como vc adoro os Madox!!! Obrigada por tirar um tempinho da sua vida nos presenteando com suas palavras!!!!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Cristiane, minha lindaaaaaa!
      O MEU coração palpitou de amor com essa sua mensagem. Só tenho a agradecer pelo carinho, sua mensagem me fez muito feliz. Eu já disse várias vezes aqui, mas mais do que compartilhar minhas opiniões sobre os livros, pra mim a melhor parte é falar com vocês.
      Muito obrigada!
      Bjos 1000!

      via GIPHY

  2. Aline says:

    ********************************** SPOILER ************************************************
    Eu estava gostando até a parte mais pro final, quando eu comecei a ficar furiosa quando soube da traição do Taylor. Mas o que mais me revoltou foram ter colocado a “culpa” nela por ele não ter conseguido se segurar… Eu acho que traição não tem volta, e o fato da mina ter engravidado só agrava mais a situação.
    Acho que teria sido melhor se no final eles tivessem ficado separados mesmo. Mesmo com a situação do incêndio e dele ter desaparecido… Isso não me comoveu. O cara teve um filho com outra e a Falyn enxergar isso como uma dádiva, ficou MUITO, mas MUITO forçado.
    Odeio quando estou gostando de uma leitura e fazem isso. Sei que os personagens são humanos, mas acho que algumas coisas não têm volta. O cara foi um canalha e tem gente que acha isso legal.
    Não faz o mínimo sentido… A mina confusa pq não pode ter filhos, aí o cara vai lá, “bimba” com outra, e engravida. ALÉM DE, no final, inexplicavelmente, ela engravida.

    Podiam ter explorado mais a relação conturbada dela com os pais. Affffff! Eu sei que eu sou crítica, mas confesso que senti muita saudade do Travis, que era bem menos canalha.

    Vou precisar de outros livros pra curar essa “ressaca” literária.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Aline linda!
      Poxa, eu concordo MUITO com você. Na resenha eu mencionei que algumas coisas que aconteceram aqui nesse livro partiram meu coração e que eu talvez não perdoasse, então, era exatamente sobre isso que eu estava falando. Também senti muita falta do Travis, por isso reli o livro dele.
      Amei seu desabafo e também foi legal pra mim saber que não estou sozinha nesse sentimento em relação ao livro.
      Obrigada.
      Bjos 1000!

  3. Bruna M. Rodrigues says:

    Olá, bom e só a segunda vez que eu comento mas juro cada e-mail que chega com post novo corro pra cá! Bom eu amei os livros que li dos irmãos Madox , mas graças a Deus este eu não li! Porque está e meio que a história da minha vida. Meu marido há 5 anos atrás quando nos separamos após uma briga ficou com a ex mulher dele e ela engravidou. Eu tentei perdoar nos voltamos e acabei tendo um filho com ele tb… ah ele não é bombeiro mais e policial… hummm então só que não é tudo lindo e está e uma ferida beeeeem aberta! E graças a este post não precisei ler o livro. Então hj quero agradecer pelas dicas maravilhosas de livros e por sempre nos presentear com suas resenhas 😉 bjinh e estou sempre por aqui :***

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Bruna, minha linda! 😍
      Eu sempre falo aqui que amo falar com vocês, e é a mais pura verdade, mas quando encontro um comentário lindo como o seu, meu coração se enche de alegria e eu fico sorrindo feito uma boba para o notebook. Só me perdoa, por favor, pela demora para responder! Ainda estou com a vida um pouco bagunçada depois da viagem. Organização não é o meu forte. 😅
      Pelo que você falou esse livro é realmente muito parecido mesmo com a sua história! Ainda bem mesmo que você não leu, pois se pra mim a história já foi triste, imagina pra você. 😭 Sou casada também e sofri muito durante a leitura, já que é impossível não se transportar para a história e ainda mais porque é uma situação que pode acontecer com qualquer uma de nós.
      Mas muito obrigada pelo seu comentário, amei saber que você está sempre por aqui e mais ainda por saber que você curte aqui o nosso cantinho. Eu escrevo com muito amor.
      Obrigada!
      Bjos 1000!

  4. Aline says:

    OI Jaque como vai?!
    Só agora consegui ler Belo Sacrificio, mas a Jamie McGuire consegue mais uma vez me quebrar ao meio com uma mocinha muito forte e corajosa, completamente à altura dos irmãos MADDOX.
    Falyn é uma guerreira, e mesmo com toda a sua marra e teimosia (juro que quase a sacudi diversas vezes…kkk) ela conquistou minha admiração.
    Acho muito engraçado como em cada novo livro da família Maddox eu ainda custo a me situar que Travis é o caçula entre eles…hehehehe. #TeamTravis
    Achei ótimo rever vários personagens que amamos, assim como, uma que outra cena já apresentada em algum dos outros livros, mas agora sob uma nova perspectiva e dando continuidade a um outro acontecimento que estava rolando em paralelo. Este efeito durante a leitura dos volumes dos Irmãos Maddox está sendo demais!! Só por ser um Maddox, já me ganhou….

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Aline, lindinha!
      Estou ótima, ainda mais agora falando com você! Só continuo um pouco enrolada com os assuntos do blog depois da viagem, acredita? 😅
      Mimina, sabe que eu também as vezes esqueço que o Travis é o mais novo? Vai ver é porque o livro dele é o primeiro…
      Sim, essas cenas meio que compartilhadas entre os outros livros e de outros pontos de vista são o máximo mesmo. Amo! Sem contar que saber como eles estão depois de algum tempo é tudo de bom na vida mesmo.
      Amo falar com você! Obrigada por sempre tirar um tempinho pra mim.
      Bjos 1000!

  5. Jéssica Silva says:

    Primeira visita e já comentando?! Tõ muito assanhadinha 🙂
    Gostei muito do livro, mas não o classifico como o melhor da série, não. A autora deixou muitas arestas na história, tipo, qual era o segredo que afligia o Travis no Caribe? Os pais de Falyn a perdoaram demonstrando isso com a devolução do carro? O pai dos Maddox enfim descobriu a profissão dos filhos com o sumiço de Taylor no incêndio? Aliás, o família pra correr atrás de fogo, neah?

    Adorei a página, tudo muito cuti cuti (suspiros…)

    Beijos de luz!

    • Jaque
      Jaque says:

      Jéssica, minha linda!
      Primeira e já comentando???? 💜 AMEI!!!!! 💜
      Olha, esse tal segredo não é a respeito do incêndio? Se não for, pode ser algo que ainda vai ser revelado nos próximos livros. (tem mais um sobre o outro gêmeo e o ultimo vai se chamar “Beautiful Funeral”, meu coração se partiu pensando em quem vai morrer….) Mas enfim, vamos esperar pra ver. Também achei que essas perguntas ficaram sem resposta….
      Eu também não classifico esse como o melhor não, sou #TeamTravis até morrer. rsrsr
      Como essa é sua primeira vez aqui no nosso cantinho, seja muito bem-vinda e apareça sempre.
      Segue a gente nas redes sociais também, estou sempre online. #vidaDeBlogueira
      Amei falar com você, fico mega contente em saber que você gostou do blog. Obrigada pelo carinho.
      Bjos 1000 (✨ de luz ✨)!

      Ps.: mimina, não é que eles gostam mesmo de um fogo? rsrsr

Deixe um Comentário