20/11/2015

[Resenha] Confess – Colleen Hoover

Oiii Pessoas lindas!

Como a resenha de hoje é sobre Confess (confesse), vou começar com a minha confissão:

“Comecei com o pé esquerdo em relação aos livros da Colleen, o primeiro que eu li foi Métrica e não gostei.”

Essa confissão é estranha até para mim, já que (as minhas lindas que me seguem aqui no blog sabem) amo 99% dos livros que leio…. #blogueiraFacinha  Mas confesso também que amo as postagens da Colleen nas redes sociais (vou rir pra sempre do “vagina bread”… conto melhor depois. 😉). E foi seguindo ela no Instagram que tive vontade de ler Confess . Mas vem comigo que eu explico melhor essa história.

confess

Sinopse:

Auburn Reed tem toda a sua vida traçada. Seus objetivos são à vista e não há espaço para erros. Mas quando ela entra em um estúdio de arte em Dallas em busca de um emprego, ela não esperava desenvolver uma profunda atração para o artista enigmático que trabalha lá, Owen Gentry.

Pela primeira vez, Auburn assume um risco e coloca seu coração no controle, apenas para descobrir que Owen está guardando grandes segredos. A magnitude de seu passado ameaça destruir tudo que é importante para Auburn, e a única maneira de colocar sua vida de volta nos trilhos é cortar Owen fora dela.

A última coisa Owen quer é perder Auburn, mas ele não consegue convencê-la de que a verdade às vezes é tão subjetiva quanto a arte. Tudo o que ele teria de fazer para salvar seu relacionamento é confessar. Mas, neste caso, a confissão poderia ser muito mais destrutiva do que o pecado em si.

Não sei se vocês acompanharam a visita da Colleen Hoover ao Brasil esse ano, mas eu acompanhei ela pelas redes sociais. Pessoas, ela é hilária. Ria alto com as publicações dela por aqui e ainda mais quando ela achou que o nosso pão francês, aquele mesmo do café da manhã, parecia uma vagina. 😂 Pior, ela levou o pão pra casa e tirou várias fotos dele. Até a E. L. James, autora de Cinquenta Tons de Cinza, entrou na brincadeira e postou um pão francês e marcou a Colleen. Elas são demais.

confess

Eu vou amar você para sempre. Mesmo quando eu não puder.” Esse é o meu preferido.

Como ela é bem ativa nas redes sociais, acabei descobrindo que ela mesma administra uma conta no próprio instagram para esse livro Confess. Lá as pessoas enviam suas confissões e elas são postadas pela autora de forma anônima, claro. Fiquei viciada nesse insta e li todas as confissões (umas 500 mais ou menos) já postadas. Pra quem usa o instagram e lê em inglês, vale muito a pena conferir: https://instagram.com/confessyourtruth

Depois disso eu tinha que ler o livro né?!

Ainda mais que minha opinião sobre ela mudou para melhor depois que caí de amores por O Lado Feio do Amor (tem resenha sobre ele AQUI).

– Eu amarei você para sempre. Mesmo não podendo.
– E eu amarei você para sempre. Mesmo não devendo.

A dedicatória do livro nos alerta que as confissões presentes na história são reais, enviadas anonimante pelos leitores. Já comecei amando…

Pena que terminei o prólogo me debulhando em lágrimas. Começamos com a mocinha da história, Auburn, aos quinze anos de idade, já se despedindo do amor de sua vida, Adam. Ele tem uma doença terminal. Isso obviamente a marcou para sempre.

Alguns anos depois a encontramos totalmente infeliz com sua vida atual. Ela se olha no espelho e vê uma pessoa completamente infeliz com todas as decisões que tomou na vida. Alias, uma particularidade sobre esse livro é que os segredos permanecem secretos durante a maior parte do livro.

Todos os dias da minha vida eu sinto como se estivesse tentando subir por uma escada que só anda para baixo. E não importa o quão rápido ou quanta força eu faça para correr e atingir o topo, eu continuo no mesmo lugar, correndo, sem chegar a lugar nenhum.

Questões tipo, o que aconteceu com ela, por que ela se mudou para Dallas e várias outras ficam incógnitas e durante grande parte do livro eu fiquei muito perdida. Mas esse é realmente o objetivo do livro, e isso acaba te prendendo até o final pelas respostas.

confess

Incrivelmente profundo.

Auburn está precisando de mais um emprego para pagar os honorários de um advogado (não se sabe o porquê…. só mais pra frente na história vamos entender…) quando ela para em frente ao que parece ser uma galeria de arte. Na vitrine há uma placa dizendo que precisa-se de ajudante. Mas o que prende Auburn são as confissões pregadas na vitrine, não o trabalho em si. Elas são viciantes e ao invés de entrar ela fica lendo todas.

– Me diga algo sobre você que ninguém saiba. Algo que eu possa guardar para sempre.

É quando Owen abre a porta e olha para ela como se já a conhecesse. Depois de uma conversa um tanto confusa, Auburn consegue o emprego e trabalha para ele durante essa noite vendendo seus quadros.

Ah, deixa eu explicar sobre o Owen, ele é um personagem doce com uma alma boa. Ele recebe várias confissões anonimas em seu estúdio e pinta seus quadros de acordo com elas. E são obras incríveis até mesmo para mim, que sou totalmente ignorante em arte. 😒 Vocês já devem ter percebido que gostei pela quantidade de fotos dos quadros que eu espalhei aqui pelo post. Esses são todos os quadros que são falados no livro.

– Sempre que eu saio para comer, eu secretamente pago a refeição de alguém. Eu não tenho como bancar isso, mas faço porque me faz sentir bem imaginar o que aquele momento significa para essa pessoa, saber que um completo estranho acabou de fazer algo bom para ela sem esperar nada em troca.

Não vou contar muito sobre a história em si, pois ela tem tantos mistérios que fica difícil falar sem dar spoiler. Mas resumindo, Owen tem várias confissões a fazer, inclusive algumas sobre o passado dele e de Auburn… justo ele que apenas lê e pinta as confissões dos outros. E algumas também que, mesmo não pertencendo a ele, envolvem a Auburn.

confess

A confissão desse era sobre vaidade.

Não preciso dizer que Owen e Auburn desenvolvem uma atração quase que imediata e fortíssima um pelo outro, né?! Infelizmente existem tantas coisas que os separaram e, conforme vamos lendo o livro, mais situações vão se apresentando para atrapalhar mais ainda o que já parecia impossível.

Nunca me senti tão forte quanto me sinto quando estou com ela. Nunca senti como se tivesse um proposito de vida da forma que eu sinto quando estou com ela.

O legal, pra mim aqui, é que essa é uma história de pessoas reais e comuns, com problemas reais e comuns. Foge totalmente dos clichês de “menino conhece menina, eles se apaixonam, resolvem seus problemas e são felizes para sempre“. Mesmo eu amando um clichê, achei muito legal isso.

Confesso (…mais uma...) que me apaixonei mais pela dinâmica da história, com todo esse lance das confissões e dos quadros baseados nelas, do que pelos personagens em si. Esse universo particular criado pelas confissões me encantou e eu fiquei ávida por ler mais e mais confissões. Tisc…tisc… #blogueiraFofoqueira

Existem pessoa que você encontra e passa a conhecer, e existem pessoas que você encontra, mas já as conhece.

Mas claro que os personagens são profundos e sensíveis, como todos os personagens da Colleen, só não consegui me emocionar de verdade com eles durante a leitura. Dessa vez foi minha conexão com os personagens que estava “caindo”.

Confess

“Eu vou pensar na noite passada para sempre, Owen. Mesmo quando eu não devia.”

Isso não quer dizer que o livro seja ruim ou que eu não tenha gostado, pelo contrario, ele é envolvente, só não fez meu coração bater mais forte. Talvez eu estivesse esperando me apaixonar pelas coisas lindas que o Owen fala, mas não consegui, pois já havia me apaixonado pela arte dele.

Tem tantas coisas que eu quero agora. Quero envolver meus braços ao redor dela. Quero beija-la. Quero pega-la no colo e carrega-la nos braços até minha cama. Quero que ela passe a noite comigo. Quero confessar a ela todas as coisas que venho guardando desde que ela apareceu na minha porta.

Eita, surto de reflexão aqui… rsrsrs Mas amores, o livro é lindo, surpreendente e te segura até o final. Cheio de delicadeza nos diálogos e com personagens super fofos. A narração é feita por ambos os personagens, o que torna tudo muito mais encantador.

Ainda não sabemos se ou quando ele será publicado por aqui, mas assim que eu souber, volto e atualizo o post.

Confess

Colleen Hoover

Classificação: ★★★★☆(4)

Bom, eu já fiz uma confissão lá no inicio do post, que tal se vocês, minhas lindas, fizerem umas pra mim também?!

Eu ia ficar tãoooo feliz…. Me conta aqui nos comentários. 👇 Se você quiser que ela permaneça anônima, me avisa que eu publico sem seu nome.

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

18 Comentários

  1. Regiane says:

    Jack
    Minha confissão:
    Estou viciada no seu blog ha ha ha
    Impressionante como seu gosto literário é parecido com o meu. Não gostei de métrica e também passei a gostar da Colleen com O lado feio do amor fiquei encantada com o livro e estou esperando a continuação.
    Li confess e também(novamente) kkk o que mais gostei foram as confissões.
    P.S preciso aprender inglês urgente para ler o insta da Colleen.
    Bjus
    Regiane

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Regianeeeeeee!
      A pessoa aqui está MEGA FELIZ com essa sua confissão!
      happy

      Fala sério, a gente tem muito bom gosto né não????
      Eu virei sua fã, Re! (olha como já me sinto íntima!rsrsrs)
      Muito obrigada, mais uma vez, pelo carinho e por você sempre vir aqui deixar esses comentário que deixam com um sorriso enorme no rosto.
      Amo entrar aqui e ver seu nome.
      Bjos 1000!

  2. JulianaDebarbara says:

    Meu livro preferido da Colleen é Maybe Someday. É de uma delicadeza incrivel. Sou absurdamente apaixonada nas questões e temas que ela levantas nas historias, sem medo de jogar drama, mas sem fazer com que o livro fique dramático. Essa mulher é destruidora.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Juliana!
      Estou muito curiosa para ler Maybe Someday. Inclusive ele já esta até ali na minha fila de leitura na coluna direita do blog. Obrigada por me dar mais um incentivo.
      Realmente a Colleen é diva, seus livros possuem uma delicadeza incrível que nos deixa encantadas.
      Amei saber qual é seu livro preferido dela.
      Bjos 1000!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Karla, minha flor!
      Sabe que agora me deu um mega branco?! Não lembro nem de ter terminado o livro com um segredo pendente… rsrsrs #blogueiraEsquecida Mas que eu saiba, Confess não tem continuação.
      Que bom saber que você gostou do livro, é mesmo de uma delicadeza sem fim.
      Bjos 1000!

  3. Rafaela says:

    também comecei a gostar da Colleen depois de o lado feio do amor ele era o meu favorito , então eu li it ends with e me apaixonei eu nunca achei que ela fosse escrever algo tão forte e lindo ao mesmo tempo , confesso (kkkk) que agora estou amando a Colleen ainda mais

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Rafaela, minha linda!
      Já leu Talvez Um Dia? É meu livro “mais preferido” da CoHo! Tem resenha sobre ele AQUI. Agora, Confess é mesmo uma lindeza.
      Bjos 1000!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Luh!
      Quase tive uma síncope quando vi esse trailer! Mas não é filme, é uma série. AHHHHH, que linda você, fico mega feliz em saber que você conheceu essa lindeza aqui pelo nosso cantinho. Obrigada!
      Bjos 1000!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Steffane!
      A priori o livro não tem continuação, mas nunca se sabe, ainda mais vindo da CoHo. rsrsrs
      Obrigada pelo carinho, fico muito feliz em saber que você curte o nosso cantinho, obrigada pelo carinho.
      Bjos 1000!

  4. Marilce says:

    Olá Menina.
    Sou super fã da Collen Hover,mas confesso ainda não li Confess,kkkkk
    Porém será minha próxima leitura. Acho a forma dela escrever de uma delicadeza e serenidade encantadora. Quando pego um livro dela, não quero parar até não ver o final,mas aí vem a ressaca literária que só passa com outro livro dela, então torço para virem muitos outros livros desta gentil escritora…

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Marilce!
      A mulé é mesmo muito sinistra não é? rsrs Super concordo com você em tudo. Se quiser voltar aqui e me contar como foi a leitura pra você, vou adorar saber.
      Obrigada!
      Bjos 1000!

  5. Jéssica Funck says:

    Hello girl!
    Conheci Confess pelo teu blog. Li e fiquei vidrada…
    Mas guriia que agonia que fiquei… Esperei o livro todo pela confissão da vida que o Owen faz suspense e ele não diz… C-OR
    Hahaha… Que tu acha disso?
    Beijoos… Adoro o blog

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Jessica!
      To aqui toda feliz por saber que você leu essa lindeza por indicação nossa e amou! Felicidade define a blogueira. Olha, se eu te disser que não lembro nem que tinha ainda um segredo a ser revelado, você acredita?
      Obrigada pelo carinho, amei falar com você.
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário