06/11/2015

[Resenha] O Último dos Canalhas – Loretta Chase

Oiii Amores!

Nessa primeira resenha de novembro, vamos juntas conhecer mais um canalha encantador. A blogueira aqui não tem vergonha né?! Depois de se apaixonar por Lorde Belzebu, deixou-se cair na lábia (…e que lábia…) do Duque de Ainswood. #PiriguetagemLiterária

Ah… você acabou de voltar de marte com o Matt Damon e não conhece ainda o nosso Lorde Belzebu? Não se preocupe, tem resenha sobre O Príncipe dos Canalhas (o próprio) 👉 AQUI 👈 Mas mesmo que você não o conheça, não tem problema, pode vir se divertir comigo mesmo assim.

O ultimo dos canalhas

Coisa linda da vida…. pena que nem tive tempo de reler em português ainda.

Sinopse:

O devasso Vere Mallory, duque de Ainswood, está pronto para sua próxima conquista e já escolheu o alvo: a jornalista Lydia Grenville. Só que desta vez, além de seduzir uma bela mulher, ele deseja também se vingar dela.

Ao se envolver numa discussão numa taverna, Vere foi nocauteado por Lydia e se tornou alvo de chacota de toda a sociedade. Agora ele quer dar o troco manchando a reputação da moça. Mas Lydia não está interessada em romance, principalmente com um homem pervertido feito Mallory. Em seus artigos, ela ataca nobres insensatos como ele, a quem considera a principal causa dos problemas sociais.

Nesse duelo de vontades, Vere e Lydia se esforçam para provocar a der- rota mais humilhante ao mesmo tempo que lutam contra a atração que o adversário lhe desperta. E, nessa divertida batalha de sedução e malícia, resta saber quem será o primeiro a ceder à tentação.

Logo no inicio do livro a autora explica que a centenária família Mallory, do Duque de Ainswood, é longamente conhecida por produzir canalhas ao longo de sua história. Com o passar do anos a família começara a se tornar mais civilizada, porém um último canalha permaneceu, e ele é Vere Mallory, filho do único irmão mais novo do quarto Duque.

Mas seu caráter não havia mudado nem um pouco com o novo título. Pelo contrário, ele fora de mal a pior, e daí a indizível.

Vere foi sendo transformado em um cara duro uma morte após a outra dos membros de sua família. Nós o encontramos a caminho do enterro de seu primo Charlie, o quinto duque de Ainswood. Primo esse que ele considerava um irmão, junto com seu grande amigo marques de Dain (também conhecido como nosso querido lorde Belzebu). Charlie deixara Vere como tutor de seus filhos, Robin um menino de 9 anos e duas meninas adolescentes.

Percebeu mais do que isso: o brilho de fogo do inferno nas profundezas verdes dos olhos, a inclinação arrogante do nariz, as linhas rígidas do malar e do maxilar… e a própria boca do demônio, prometendo tudo, perfeita para gargalhadas, para o pecado, o que fosse.

Vere acaba se apegando ao jovem Robin, o novo duque, até que ele também morre. Sua morte destroçou Vere e ele, que já era conhecido como um libertino, com o peso do titulo de duque que herdou, ficou ainda pior. Sua Graça passa todas as suas noites bebendo e na companhia de prostitutas. Afastou-se da família pois não suportaria se apegar a mais ninguém só para perde-lo depois.

Mesmo se comportando como o próprio demônio (de acordo com a sociedade civilizada ele é quase um bárbaro), me apaixonei por ele. #faltaDeVergonha Durante a leitura a gente sente que ele só quer realmente ter alguém ao seu lado que não vá abandoná-lo. Não tem como não se sentir triste pela vida vazia que ele leva.

Era apenas uma das perversas piadas dos poderes malignos que regiam sua vida que ela possuisse um longo e delicioso corpo feminino em vez do corcunda, enrugado, e escamoso que teria complementado sua personalidade.

Então, depois de uma discussão com seu valete referente a vida boemia que leva, Vere sai em busca de uma taberna para embebedar-se, mas dá de cara com um cabriolé pilotado em alta velocidade por uma mulher acompanhada de seu cachorro, um mastim negro. Intrigado ele vai atrás do veículo.

Quem dirige o cabriolé em questão é Lydia Grenville, escritora do jornal O Argo, também conhecida como Lady Grendel. O apelido, que faz alusão ao mostro de Beowulf, lhe foi dado pelos jornais concorrentes do Argo.

Grendel-1

O bunitu do Grendel! #SQN

Lydia é uma mulher inteligentíssima, com uma infância triste que hoje, sem família, dedica sua vida a denunciar as injustiças cometidas contra as mulheres de Londres. E é assim que a encontramos. Ela está, junto de sua cadela Susan, perseguindo uma conhecida cafetina que abusa de meninas muito jovens, colocando-as na vida de prostituição, quando Sua Graça a impede se seguir adiante. O encontro deles logo chama atenção de uma plateia e em meio ao alvoroço, Vere a beija.

Se houvesse alguma justiça no mundo, Lydia disse a si mesma, ele haveria se transformado no sapo que era no instante que sua boca perversa tocou a dela.

Mas a Srta. Grenville é uma mulher do mundo e para fugir do duque ela finge um desmaio no meio do beijo. Quando Vere se distrai com o peso dela junto de seu copo, Lydia lhe dá um soco que o derruba no chão. Isso logo faz com que o duque vire motivo de chacota e ele planeja se vingar dela.

Ele não iria humilha-la publicamente.

Ele seria a única testemunha de sua queda.

Queda que envolveria, ele havia decidido, ela caindo em seus braços e em sua cama com ele.

Deixa eu fazer um adendo aqui para falar da Susan, a mastim fiel companheira de Lydia. A cadela é um dos personagens mais legais do livro, amores. Amo ver como ela se relaciona com os demais, principalmente com o Vere. Hilário!

the last hellion

Eu li por aqui, minha versão em inglês. Olha que capa sofrível! Nem tem comparação com a capa linda da Arqueiro.

Voltando a vingança, Vere começa a perseguir seu alvo, planejando como vai realizar sua vingança, pois ele está convencido de que a odeia. Só que isso acaba fazendo com que eles se metam em várias enrascadas. O livro é cheio de “aventuras, duelos de espada, feitiços, um príncipe disfarçado…“, não…não… 😳 essa é a fala da Bela (do filme A Bela e A Fera) quando ela descreve seu livro preferido na biblioteca. #DisneyFreak rsrsrsrs

Brincadeiras a parte, a história é muito legal, pois apesar de Vere ter essa pose de canalha, ele é um homem com um humor sarcástico e isso faz a leitura ser deliciosamente divertida. Sem contar que ele tem tiradas ótimas e coloca apelidos em Lydia e Susan que me fizeram dar altas risadas.

E ela lembrou a si própria que tipo de homem ele era.

O tipo de libertino que despreza as mulheres.

Uma vez usadas, não temos mais serventia.

Sem contar que o meu amado marques Dain aparece o tempo todo na história. #amoMuitoTudoIsso Lembra que falei lá em cima que eles eram amigos? Então, quem leu O Príncipe dos Canalhas deve lembrar que Dain se meteu em uma briga com um grande amigo. Pois é, o tal amigo em questão é Ainswood. Isso torna a história ainda mais incrível, pois sabemos como está a vida dele agora.

Olha, eu também falei que se você não leu o livro que precede O Último dos Canalhas não tem problema, mas pensando bem, tem sim…. porque como esse livro se passa mais ou menos seis meses depois de O Principe dos Canalhas, ele está cheio de spoilers. 😕

Esse é o segundo livro da Loreta Chase que eu leio e posso afirmar que já virei fã dela, tanto que comecei a ler esse aqui assim que terminei de ler o primeiro, de tão encantada que fiquei.

O ultimo dos canalhas capa 2

O Último dos Canalhas

Canalhas, livro 2

Loretta Chase

Editora Arqueiro

Classificação: ★★★★☆(4)

Corre que já tem a venda, em português, aqui:

Livraria da Travessa Livraria da Folha  

 

Amores, espero muito que vocês leiam e voltem aqui para me contar o que acharam. Se você já leu, me conta aqui nos comentários como foi a leitura para você. Eu amo de paixão conversar com vocês.

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

6 Comentários

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiiii Regiane minha lindinha!
      Mimina, meu notebook está com problema! Por isso que a resenha de sexta só saiu hoje. 😳 Mas muito obrigada por acompanhar a gente aqui! 😘

      Você vai ler? OBAAAAA! To esperando você voltar para me contar heim?! #adoro
      Bjos 1000!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Ana!
      O primeiro livro da série Canalhas é “O Príncipe dos Canalhas”, tem resenha sobre ele aqui: https://goo.gl/Kzndea.
      Muito obrigada pelo carinho, fico super feliz por você ter gostado da resenha.
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário